Rede de Proteção de Jornalistas e Comunicadores

Agressor tenta atropelar jornalistas da Globo durante entrada ao vivo, em São Paulo

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email

Homem que ainda não identificado deu marcha à ré e jogou o veículo contra a repórter que estava em cima da calçada

Por: Isabela Alves

No dia 10 de maio, a jornalista Paula Araújo e a repórter cinematográfica Patrícia Santos, da GloboNews, foram vítimas de uma agressão durante uma entrada ao vivo para o canal de notícias. 

Um homem, que estava dirigindo um veículo modelo Pálio, parou no semáforo na Avenida Cupecê, no Jardim Miriam, e passou a proferir ofensas às profissionais e à emissora Globo. 

As jornalistas não responderam aos ataques. Em seguida, o homem deu marcha à ré e jogou o veículo contra a repórter, que estava em cima da calçada. Em entrevista ao Splash, a repórter destacou que a dupla encontra-se bem após o susto. 

Um trabalhador que estava em um comércio em frente testemunhou a agressão e avisou que iria chamar a polícia. 

Em nota, a Comunicação da Globo, informou que repudia com veemência a violência, se solidariza com a repórter Paula Araújo e com a repórter cinematográfica Patrícia Santos e adverte, mais uma vez, que “todos os que agridem o trabalho da imprensa estimulam esse tipo de ato”.

O Sindicato dos Jornalistas de São Paulo (SJSP) e a Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) também emitiram uma nota com a seguinte mensagem: “Conclamam todos aqueles que defendem a vida, que não desprezam o outro, que se mobilizem para frear essa escalada. E que as empresas tratem essa questão como prioridade número 1, antes que o pior aconteça”. 

Fonte: FENAJ, Notícias da TV e Correio Braziliense 

Skip to content