Rede de Proteção de Jornalistas e Comunicadores

Homem que agrediu cinegrafista que cobria prisão de Roberto Jefferson vai responder por lesão corporal

Diogo Resende deu soco na cabeça do repórter que segue hospitalizado. Ele trabalha na Câmara de Três Rios como assessor do vereador Robson Souza (PSDB) e foi exonerado

Por: Isabela Alves

Diogo Linconl Resende, 41, homem que deu um soco no cinegrafista Rogério de Paula, da Inter TV afiliada à Rede Globo, vai responder por lesão corporal. O profissional estava cobrindo a prisão do ex-deputado federal Roberto Jefferson, no domingo (23), quando foi agredido. 

Após o soco, o repórter bateu a cabeça no chão e teve um princípio de convulsão. Ele precisou ser levado ao hospital onde foi internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva). Atualmente, ele segue hospitalizado e seu saúde está estável

O agressor estava junto ao grupo de apoiadores em frente à casa do ex-deputado durante as negociações para a rendição e prisão. Ele trabalhava na Câmara de Três Rios como assessor do vereador Robson Souza (PSDB), mas foi exonerado do cargo.

Com a repercussão dos vídeos gravados por pessoas que estavam presentes no ato, a Polícia Civil conseguiu identificar o agressor. Já na segunda (24), ele foi convocado a prestar esclarecimentos.

A Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), a Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) e os Sindicatos de Jornalistas do Município do Rio de Janeiro e do Estado do Rio de Janeiro divulgaram notas de repúdio após as agressões.

Fonte: G1

Imagem: Reprodução G1/Rio

Pular para o conteúdo