Rede de Proteção de Jornalistas e Comunicadores

Segurança de prefeita do Paraná interrompe cobertura e quebra equipamento de repórter

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email

O jornalista registrou um boletim de ocorrência na Polícia Civil e afirmou que ingressará com uma queixa-crime contra o segurança

Por: Isabela Alves

O repórter Carlos Ozorio, do portal Boca no Trombone Ponta Grossa, no Paraná, foi impedido de trabalhar enquanto estava realizando a cobertura de um evento da prefeitura com o governador Ratinho Júnior (PSD), no dia 30 de maio. 

Na ocasião, ele teve o equipamento derrubado por um segurança da prefeita Elizabeth Schmidt. A gestora pediu a retirada de pessoas que estavam a vaiando na plateia e, com isso, o segurança interrompeu a transmissão do jornalista. O ocorrido foi registrado nos últimos cinco minutos da live. 

Marcos Silva, jornalista responsável pelo portal, afirmou que além da agressão, Ozorio teve o prejuízo de R$ 8 mil devido aos danos aos equipamentos. 

Silva registrou boletim de ocorrência na Polícia Civil e afirmou que ingressará com uma queixa-crime contra o segurança. Para ele, o agente municipal a serviço da prefeita estaria “revidando” a cobertura que o BnT faz sobre a gestão municipal. 

Em resposta à Abraji, a assessoria de imprensa da prefeita afirmou que o funcionário público negou a agressão. “A prefeita repudia qualquer tipo de violência, inclusive contra a verdade. O servidor já registrou boletim de ocorrência e nega qualquer ato de violência contra o repórter”, diz a nota da prefeitura. 

O Sindicato dos Jornalistas do Estado do Paraná emitiu uma nota de solidariedade ao jornalista: “O SindijorPR reitera sua postura em defesa do respeito ao trabalho dos profissionais de imprensa e ao direito constitucional à informação dos cidadãos – que sempre são os mais prejudicados quando um trabalhador de imprensa é impedido de exercer sua atividade”, afirma. 

Fonte: BNT Online

Skip to content