1. No caminho para casa ou trabalho, utilize rotas alternadas e não transite por ruas ou caminhos isolados. Estabeleça redes de contatos com amigos ou familiares para se comunicar nesse trajeto; no início ou final dele. Dessa maneira, se acontecer algo no meio do caminho, esses contatos poderão se mobilizar mais rapidamente para ir a sua procura;
  2. Adote as melhores medidas de proteção permitidas por seu orçamento e as comumente usadas em sua comunidade. Use trancas, barras, portões, cercas, olhos-mágicos, alarmes, circuitos internos de TV, boa iluminação em torno de sua casa, etc. Tenha cuidado para que seus aparatos de segurança não se destaquem em relação aos vizinhos e moradores da região e acabem chamando muita atenção;
  3. Tenha entrada e saída de emergência separadas, se possível;
  4. Pense na segurança do local em que você estaciona o carro. Seria possível plantar um dispositivo de vigilância ou um explosivo ali? Em caso afirmativo, você precisa de uma rotina de verificação. Leve em consideração também a segurança do caminho a percorrer entre o seu carro e a entrada de sua residência. Lembre-se de que a entrada e a saída de carros são especialmente vulneráveis;
  5. Dedique tempo e esforços para desenvolver bons relacionamentos com seus vizinhos. Vizinhos de confiança podem alertá-lo em caso de algo suspeito na área (carros, pessoas que fazem perguntas sobre você, etc) e ajudá-lo a escapar através da casa deles se necessário;
  6. Discuta com sua família o máximo possível sobre os riscos: crie planos sobre o que fazer caso determinados riscos se concretizem;
  7. Não deixe documentos confidenciais ou sensíveis em casa.
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email