Rede de Proteção de Jornalistas e Comunicadores

Advogado agride equipe de jornalistas que cobriam protesto, no Paraná

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email

Os jornalistas foram ameaçados e atacados enquanto cobriam um protesto de mães que têm filhos com espectro autista

Por: Isabela Alves

No dia 8 de abril, jornalistas da CBN e da RICTV, afiliada da Record no Paraná, foram atacados por um advogado e tiveram a câmera de reportagem danificada durante a cobertura de um protesto que estava ocorrendo em Curitiba (PR).

Simone Giacometti, da CBN, e Raphael Augustus, da RICTV, estavam realizando a cobertura de um protesto de mães que têm filhos com espectro autista na entrada do Centro Comercial Cândido de Abreu, no centro da cidade. 

Giacometti teve o seu celular confiscado pelo advogado que representa o condomínio. Ao acompanhar o homem para a entrada do prédio para pedir o celular de volta, o advogado socou a câmera da equipe de reportagem de Augustus. 

As cenas foram registradas pelas pessoas presentes no local. O celular, que foi recuperado posteriormente, é usado como gravador e equipamento de trabalho da rádio.

As mães estavam realizando o protesto, porque o condomínio decidiu multar um odontopediatra que atende seus filhos em um consultório no prédio. 

O condomínio aplicou a multa porque os vizinhos estariam irritados com o choro e o barulho das crianças. As mães consideraram que a ação foi um ato de preconceito contra seus filhos. 

De acordo com a reportagem, o advogado foi identificado como Gelson Arend. 

A CBN consultou a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Curitiba, que repudiou a atitude do profissional de Direito e informou que investigará o caso com rigor, caso haja uma representação contra o advogado.

A jornalista Simone Giacometti afirmou que fará a representação junto à comissão de Ética da OAB de Curitiba, assim como registrará a denúncia junto às autoridades policiais.

Fonte: Abraji

Skip to content