Rede de Proteção de Jornalistas e Comunicadores

Comunicador popular é assassinado a tiros após noticiar prisão, no Ceará

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email

Givanildo Oliveira da Silva, 46 anos, era o dono e criador da página “Pirambu News”. O veículo de jornalismo independente havia completado 6 anos de existência em novembro de 2021

Por: Isabela Alves

O comunicador popular Givanildo Oliveira da Silva, conhecido popularmente como “Gigi”, de 46 anos, foi assassinado na noite desta segunda-feira, 7 de fevereiro, após noticiar a prisão de um suspeito de duplo homicídio no Bairro Pirambu, em Fortaleza (CE).

Segundo a Polícia Militar do Ceará, Francisco Airton Vieira Araújo, 24 anos, é o principal suspeito de cometer o crime. Ele foi capturado em Pirambu e, segundo o “Pirambu News”, já possui passagens pela polícia pelos crimes de homicídio e porte ilegal de arma de fogo.

Givanildo era o dono e criador da página “Pirambu News”, onde divulgava notícias, denúncias e outros casos que repercutiam na região. Apenas no Instagram, o perfil do veículo acumula mais de 68 mil seguidores.

Em novembro de 2021, o “Pirambu News” completou 6 anos de existência. Apesar de sempre lutar pelo jornalismo independente, o portal havia deixado de noticiar alguns crimes por questões de segurança, segundo pessoas que lá trabalham.

O crime contra Givanildo foi gravado por câmeras de segurança dos estabelecimentos locais e repercutiram em todo o país. De acordo com o relato de testemunhas, a vítima foi atingida por diversos disparos de arma de fogo (a maior parte no rosto) e morreu próximo de casa. Abalados pela tragédia, os familiares não quiseram dar mais informações sobre o caso.

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou que equipes do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE) e da Polícia Militar do Ceará (PMCE) foram acionadas para atender a uma ocorrência de homicídio. A Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) também esteve no local e fez os primeiros levantamentos sobre o caso, que atualmente está sendo apurado pela 8º Delegacia do DHPP.

Através da conta no Twitter, o governador do Ceará, Camilo Santana, disse que o caso é inaceitável e reforçou a importância das investigações sobre este homicídio e outros casos de violência que ocorreram entre segunda e terça-feira. 

“Falei com nosso secretário da Segurança, Sandro Caron, sobre alguns episódios de violência registrados nas últimas horas no Ceará, para o reforço que for necessário nas diligências e investigações, de forma com que haja respostas imediatas. As mortes de quatro pessoas, com outras feridas, no Cariri, bem como do dono de um canal de notícias no Bairro Pirambu, em Fortaleza, são inaceitáveis e é preciso a imediata identificação e prisão de todos os envolvidos”, disse.

A Rede Nacional de Proteção de Jornalistas e Comunicadores presta solidariedade aos familiares e amigos de Givanildo e se coloca à disposição para acompanhar o caso, inclusive para cobrar as autoridades responsáveis uma investigação célere e transparente. É absolutamente fundamental sabermos se este é mais um episódio de violência contra jornalistas e comunicadores por conta de suas atividades profissionais.

Fonte: G1, O Povo e Diário do Nordeste

Skip to content