Rede de Proteção de Jornalistas e Comunicadores

Jornalista é ameaçada por homem armado durante transmissão ao vivo 

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email

Jornalista Daniela Carla, da TV Gazeta, interrompeu a transmissão ao vivo e teve que se retirar do local da gravação

Por: Isabela Alves

No dia 20 de julho, a jornalista Daniela Carla, repórter da TV Gazeta, afiliada a Globo no Espírito Santo, foi ameaçada por um homem armado enquanto apresentava uma reportagem no telejornal Bom Dia Espírito Santo. 

A repórter estava gravando no Morro do Cabral, localizado em Vitória. Enquanto relatava o ocorrido, a jornalista parou subitamente a entrada ao vivo e teve que ir gravar em outro local. 

“Nós acabamos de ser ameaçados no Morro do Cabral. A gente vai sair daqui agora, um homem armado nos mandou embora neste momento. Esse rapaz aqui apontou uma arma para mim. Pouco antes, um comparsa dele passou por aqui e falou que a gente tinha que meter o pé”, disse Daniela. 

A repórter estava no local para gravar uma reportagem sobre tiroteios que ocorreram naquela madrugada. Segundo seu relato, os criminosos estavam com armas pesadas e um fuzil em cima do banco da praça. 

Na sua conta do Instagram, a jornalista desabafou sobre o ocorrido: “Contar histórias é o trabalho primordial de um repórter! É para isso que eu tava numa escadaria do Morro do Cabral hoje cedo. Para contar como foram as mais de seis horas de tiroteio que moradores inocentes foram obrigados a suportar! Mas assim como se acham no direito de tirar a paz de pessoas de bem, criminosos acham que podem nos impedir de contar o que eles fizeram e cobrar segurança por parte das autoridades? Não podem! Fizemos nosso trabalho!”.

Fonte: Correio Braziliense e UOL

Skip to content