Rede de Proteção de Jornalistas e Comunicadores

Jornalista é ofendido durante sessão ordinária na Câmara de Vereadores, no RJ

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email

O vereador Marcio Ricardo de Oliveira Silva, do MDB, agrediu o editor da página O Diário com um linguajar de baixo calão durante cinco minutos

Por: Isabela Alves

No dia 2 de junho, o jornalista Arlindo Junior, editor da página O Diário, foi ofendido durante uma sessão ordinária na Câmara de Vereadores de Araruama, no Rio de Janeiro. As intimidações foram feitas pelo vereador Marcio Ricardo de Oliveira Silva, do Movimento Democrático Brasileiro (MDB). 

Na ocasião, o vereador usou seus 5 minutos finais para agredir com um linguajar de baixo calão o jornalista. Por três vezes, o profissional foi chamado de “vagabundo”, “pilantra”, “lixo” e “sem moral”.

De acordo com o inciso II, artigo 55 da Constituição Federal, o uso de expressões que configuram crime contra a honra ou que incentivam sua prática podem levar a quebra de decoro parlamentar. Ainda, a pena para o crime de injúria é a detenção de um ano a seis meses ou pagamento de multa.

Em comunicado oficial, o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Rio de Janeiro repudiou o ato e afirmou que “a postura do vereador vai de encontro aos princípios éticos e constitucionais do seu mandato de parlamentar e caracteriza um crime de perseguição, ameaça ao profissional de jornalismo no seu exercício de informar e uma violência contra a liberdade de expressão”. 

Fonte: Tribuna da Imprensa Digital

Skip to content