Rede de Proteção de Jornalistas e Comunicadores

Jornalistas recebem ameaças de morte após denúncia de esquema de fake news

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email

No dia seguinte após a publicação da reportagem, o portal “Congresso em Foco” foi derrubado por um ataque hacker e ficou fora do ar por nove horas

O repórter Lucas Neiva, do portal Congresso em Foco, foi ameaçado de morte após a publicação de uma reportagem que denuncia um esquema de produção de fake news em favor do presidente Jair Bolsonaro

A matéria foi publicada no último sábado, 4 de junho, e revela que usuários da plataforma Imageboard, um fórum anônimo, estão dispostos a arcar com os custos e investir em criptomoeda na produção de notícias falsas para a campanha do atual presidente. 

A publicação ainda dá dicas e orientações para que os conteúdos se tornem virais, ou seja, para que as postagens sejam compartilhadas por um grande número de usuários. 

Depois da divulgação, o jornalista teve seus dados pessoais vazados e recebeu diversas ameaças na internet. No dia seguinte, o site do Congresso em Foco foi derrubado por um ataque hacker e chegou a ficar fora do ar por nove horas.

A editora do site, Vanessa Lippelt, também foi vítima dos ataques. Os jornalistas registraram um boletim de ocorrência e agora o caso será investigado pela 9ª Delegacia de Polícia de Brasília.

A Rede Nacional de Proteção de Jornalistas e Comunicadores está em contato com os jornalistas e se colocou à disposição para ajudar no que foi necessário.

Trata-se de mais uma inaceitável ameaça criminosa contra a atuação da imprensa, que agrava o cenário de degradação das estruturas democráticas em nosso país. Prestamos solidariedade às vítimas e exigimos que as autoridades responsáveis conduzam a investigação de forma célere e transparente.

Skip to content