Rede de Proteção de Jornalistas e Comunicadores

Jornalista Jamil Chade recebe ameaças de morte após publicação sobre discurso de ódio

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email

O colunista do portal UOL cobrou providências ao governo brasileiro em nome da defesa dos direitos humanos, da democracia e de tratados assinados junto à ONU

Por: Isabela Alves

O jornalista e colunista do portal UOL, Jamil Chade, denunciou que vem recebendo ameaças de morte pelas redes sociais desde o último sábado (7). 

As ameaças se intensificaram após a publicação do texto “Em 2022, não vamos escolher um presidente. Vamos definir quem somos”, em que argumenta sobre como o discurso de ódio vem sendo usado como instrumento político nas eleições. 

Em sua conta pessoal do Twitter, o jornalista reproduziu os ataques que vem recebendo e se referiu aos episódios como “ameaça contra a liberdade de imprensa”. Depois das publicações, diversos jornalistas, artistas e políticos se posicionaram em repúdio aos ataques. 

O colunista cobrou providências ao governo brasileiro em nome da defesa dos direitos humanos, da democracia e de tratados assinados junto à ONU (Organização das Nações Unidas). 

“O governo brasileiro promove e assina declarações na ONU pela proteção dos jornalistas. Mas se não agir dessa maneira diante de ameaças que tantos de nós sofremos, o que a diplomacia faz é mentir para a comunidade internacional sobre quais são suas políticas de direitos humanos e de defesa da democracia”, afirma. 

Fonte: UOL, Metro e O São Gonçalo

Skip to content