Rede de Proteção de Jornalistas e Comunicadores

Jornalista sofre agressão de policiais militares em Nova Andradina (MS)

O jornalista Sandro Almeida de Araújo foi agredido por quatro policiais descaracterizados em frente a casa onde reside na cidade de Nova Andradina, em Mato Grosso do Sul. O episódio foi filmado por câmeras de segurança. 

Em entrevista ao portal G1, Sandro relata que acredita ter sofrido a agressão pelo trabalho que realiza. “Eu costumo cobrir a parte de segurança pública na cidade, informar sobre falhas. Alguns policiais pediam para eu revelar minhas fontes, mas não revelava. Acredito que tenha sido agredido pela minha atuação”, afirmou. 

Sandro está abalado com a situação e teme retomar seu trabalho. “Me senti fragilizado, estou com o meu psicológico abalado. Se fazem isso com quem conhecem na luz do dia, imagina o que podem fazer na calada da noite. Não sei mais o que eu faço, não sei o que fazer da minha vida. Eu trabalho com o jornalismo, não sei se vou para rua”, disse em entrevista.

Foi registrado um Boletim de Ocorrência por agressão e os policiais envolvidos serão transferidos das funções de onde as agressões ocorreram. A medida visa impedir que a investigação seja influenciada. A confirmação da mudança deve ser publicada em Diário Oficial.

A Rede Nacional de Proteção de Jornalistas e Comunicadores solidariza-se com o jornalista agredido e conclama as autoridades responsáveis a investigarem o caso.

Imagem: Reprodução câmeras de segurança/Via G1 MS

Pular para o conteúdo