Rede de Proteção de Jornalistas e Comunicadores

Jornalistas da Band são atacados durante manifestação de policiais, em MG

Os jornalistas foram atacados enquanto cobriam um protesto das forças de segurança por melhorias salariais

Por: Isabela Alves

Os jornalistas Laura França e Caio Tárcia, da emissora Band, foram atacados por manifestantes enquanto cobriam um protesto das forças de segurança por melhorias salariais em Minas Gerais, na quarta-feira (9). Os manifestantes jogaram bombas perto do local onde os profissionais estavam e eles precisaram ser socorridos.

A jornalista Laura França estava na Praça da Estação e foi diagnosticada com trauma auditivo. Ela será atendida novamente para verificar a extensão dos danos e outras possíveis lesões. 

Caio Tárcia foi hostilizado pelos policiais que protestavam pelo reajuste salarial e foi alvo de uma bomba enquanto estava fazendo a cobertura do ato na Praça Sete. O jornalista também passará por avaliação médica.

Em nota, a emissora repudiou a atitude dos manifestantes: “O Grupo Bandeirantes repudia e cobra providência acerca dos incidentes (…) que colocaram em risco a integridade física de dois profissionais da empresa: Laura França, da TV Band Minas, e Caio Tárcia, da Rádio BandNews FM BH. A Band repudia a atitude dos manifestantes e cobra da Polícia Militar o acompanhamento do protesto, garantindo a segurança dos envolvidos, inclusive dos profissionais da imprensa. A emissora também exige responsabilidade das categorias envolvidas no ato”.

Em nota, a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) esclarece que “serão apuradas todas as condutas de servidores que contrariam determinação judicial ou recomendações do Ministério Público de Minas Gerais no tocante à paralisação de atividades ou no que diz respeito a comportamentos inadequados e inaceitáveis durante as manifestações das forças de segurança, realizadas em Belo Horizonte. A Sejusp ressalta que não compactua com desvios de condutas de servidores públicos, que devem ser os primeiros a prezar e zelar pela segurança do cidadão mineiro. Na manhã desta quarta-feira (9/3) uma repórter que fazia a cobertura da manifestação, na Praça da Estação, teve que ser socorrida e encaminhada ao hospital depois de um artefato explosivo estourar no seu entorno”. 

Fonte: Itatiaia e Abraji

Imagem: Reprodução TV Band

Pular para o conteúdo